Cooper: o braço forte da pecuária leiteira na região

Uma empresa nota A, segundo auditoria do Serviço de Inspeção Federal, que analisa a qualidade, a organização, a produção e a infra-estrutura da unidade.

Esta é a Cooperativa de Laticínios de São José dos Campos, motivo de orgulho para a cidade e para toda a região do Vale do Paraíba.

Com 75 anos de existência, a empresa lidera o mercado de leite pasteurizado nas regiões em que atua, graças aos investimentos em tecnologia e em qualidade.

Presente em 31 municípios
Desde a sua inauguração em 1935, foram anos e anos de luta, crescimento e modernização para que a Cooper pudesse enfrentar a globalização da economia, adequar sua estrutura à realidade do mercado e se transformar no que é hoje: uma empresa forte, presente em 31 municípios, com um parque industrial moderno, atividades diversificadas e um serviço de marketing capaz de dar sustentabilidade à marca.

Como empresa, a Cooperativa persegue a competitividade, a produtividade e a qualidade dos seus produtos. Para isto, investe no treinamento de seus funcionários, na melhoria constante da estrutura da empresa, no lançamento de novas opções para o consumidor e no rígido controle de qualidade desde a matéria-prima até o produto final.

Usina é motivo de orgulho

A inauguração da usina de beneficiamento, em 1957, foi o marco da modernização da entidade. Instalada à Avenida Dr. Nélson D’Ávila – entrada que mais tarde foi transferida para a Rua Paraibuna, na região central de São José dos Campos, a usina nasceu como uma das mais completas e modernas da América do Sul, um motivo de orgulho para São José dos Campos e para o Brasil.

A unidade tinha condições de receber 50 mil litros de leite por dia e passou a beneficiar o produto e envasá-lo em garrafas de vidro.

Da usina saíam cinco mil litros de leite a serem distribuídos somente em São José dos Campos. A distribuição era feita pelos leiteiros, que transportavam o produto em carroças puxadas por cavalos e o entregavam na casa dos clientes. Além do leite, a empresa fabricava manteiga, que tinha excelente aceitação no mercado e era vendida até para a cidade de Santos, no litoral paulista.

Dos primeiros anos até os dias atuais a Cooperativa de Laticínios de São José dos Campos traçou uma trajetória de constante crescimento. Hoje, contando com uma linha de produtos lácteos com 20 itens e diversificadas frentes de atuação — que incluem um supermercado, lojas agropecuárias, farmácias veterinárias e uma fábrica de rações — a Cooper garante a liderança do mercado regional sustentada pelo tripé da eficiência na produção, no beneficiamento e na comercialização.

81,42% da produção da Cooper já chegam à usina em caminhões tanques isotérmicos.